Dia a dia,  Life Style

Pole dance: minha primeira experiência

Fenomenal esse meu novo desafio: aprender pelo menos um pouco de pole dance. Nunca pensei em descobrir tanta coisa sobre esta dança desportiva e também tanta coisa sobre mim. Sim! A pole dance tem esse poder de fazer a gente se descobrir. Gente e mais que uma dança, e uma verdadeira arte e que exige muito do nosso físico e de nossa coordenação motora. Todo movimento é muito bem pensado e tudo tem que acompanhar: corpo, mente, físico e sem contar nossa expressão corporal e facial. Para quem e pouco expressivo como essas aulas são um verdadeiro desafio.

A condição física e incontestável sobretudo na parte superior do corpo. Sem contar que tudo o que se trata de pole dance e fofo demais. O ambiente, o estilo da dança, as roupas e acessórios, os sapatos, as meias… Posso dizer que foi um dia de muita descoberta para mim e aos poucos vou postando os videos das aulas e tudo o que tenho aprendido sobre pole.

Depois de algumas pesquisas e visitas escolhi o studio Pin Up no Rio de Janeiro em virtude do ambiente no qual me senti muito a vontade e o espaço e super confortável. Com certeza terei aulas com vários professores mas hoje foi com a Fernanda Figueira que também tem um canal de youtube.

Conheça o canal no YouTube da Fernanda Figueira – clique aqui

Pole Dance e conhecida como uma dança sexy e que hoje esta se popularizando como dança combinada com ginastica. Os movimentos são realizados em torno de uma barra vertical em metal . Uma das vertentes e voltada para dança bem sensual e acrobática a outra vertente voltada para o fitness muito usada em competições. Quanto menos roupa melhor pois o contato da pele com a barra e fundamental. Mas dançar em torno de uma vara ou com uma corda ja era uma pratica milenar na Asia e era chamado de Mallakhamba que também era para a pratica da yoga. Já o uso do ferro era usado pelos lutadores para aumentar a forca muscular e chamavam essa pratica de Mallastambha. Posteriormente surgiu na Inglaterra como pole dance se espalhando pela Europa e depois muito praticada pelas dançarinas de strip tease nos USA causando grande preconceito com a dança. Hoje o pole e visto como uma verdadeira arte e também como um esporte aumentando cada dia o numero de adeptos. Eu não resisti e convido vocês a acompanharem comigo tudo sobre esse novo universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: